Pessoas de família intoxicada em Curralinho têm alta médica

Pessoas de família intoxicada em Curralinho têm alta médica



Quatro dos cinco membros da família intoxicada por gás de monóxido de carbono no município de Curralinho tiveram alta médica e deixaram o Hospital Regional Público do Marajó (HRPM), em Breves, nesta quinta-feira (28). Eles estavam internados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da unidade de saúde desde o dia 11 deste mês.
O gás foi exalado por um gerador de energia que foi esquecido ligado, dentro da residência, na madrugada do dia 11 deste mês. Deixaram o hospital, a jovem Andreza Cordeiro, 21 anos, e o casal de filhos, uma menina de apenas quatro meses e o irmão de seis anos; a tia das crianças, Leiliane Gomes Miranda,33 anos. O pai dos menores, Aldemir Gomes Miranda, 45 anos, permanece intubado na UTI, em estado grave, mas estável.

Ainda muito abalada pelo que passou, Leiliane Gomes agradeceu o atendimento recebido pela equipe do HRPM. Ela frisou o cuidado que todos devem ter com um equipamento do tipo do gerador de energia. “Não passou pela minha cabeça nada disso, tive duas perdas, primeiro meu pai dois dias antes da minha cunhada, Ione. Eu repito, tenham cuidado, muito cuidado, o gerador estava lá ligado, o problema estava ali na nossa frente, mas não percebemos”.

A família deu entrada às 11h33 do dia 11 no setor de Urgência/Emergência do HRPM, em Breves, encaminhados pelo Hospital Municipal de Curralinho. Todos os cinco membros da família chegaram ao Regional do Marajó com nível de rebaixamento de consciência e todos foram internados em UTI adulta e pediátrica, de acordo com a idade de cada um.


O HRPM presta assistência de média e alta complexidade para cerca de 270 mil habitantes dos municípios vinculados ao 8° Centro Regional de Saúde que é composto por Breves, Anajás, Bagre, Curralinho, Gurupá, Melgaço e Portel.

Veja as Matérias em Vídeos: Canal Portal Marajó Noticias

Envie informações, denúncias, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal 091992485291: Clique Aqui

Postar um comentário

0 Comentários