Último membro de família intoxicada em Curralinho recebe alta médica, diz hospital de Breves

Último membro de família intoxicada em Curralinho recebe alta médica, diz hospital de Breves


O quinto membro da família intoxicada por monóxido de carbono em Curralinho, no Marajó, recebeu alta nesta terça-feira (12). O paciente estava internado há 31 dias no Hospital Regional Público do Marajó, em Breves, onde também foram atendidos os familiares, entre eles uma criança de quatro meses e outra de seis anos de idade.

No último dia 28 de fevereiro, quatro das vítimas tiveram alta: a jovem Andreza Cordeiro, 21 anos, e o casal de filhos, uma menina de apenas quatro meses e o irmão de seis anos; a tia das crianças, Leiliane Gomes Miranda,33 anos. Uma pessoa da família morreu.

Segundo o hospital, Aldemir Gomes, pai das crianças, terá acompanhamento clínico de neurologista e fisioterapeuta por causa de sequelas neurológicas, para recuperar parte dos movimentos e a fala.

O caso de Aldemir, no entanto, é reversível, segundo o diretor Cláudio Oliveira. "Será realizado tratamento fora de domicílio, já que o hospital não possui a especialidade de neurologia", explicou. No hospital, é oferecido somente a fisioterapia.

A família deu entrada no hospital no último dia 11 de fevereiro, após inalarem gás monóxido de carbono, exalado por gerador de energia que foi esquecido ligado dentro da residência durante a madrugada. Eles deram entrada no setor de urgência e emergência, com nível de rebaixamento de consciência.

Mais Informações Visite Nosso Canal: Portal Marajó Notícias 


Postar um comentário

0 Comentários