Governo entrega cheques moradia e reúne com prefeitos da região em Soure


 O município de Soure, na ilha do Marajó, será a última cidade visitada durante a agenda do Programa Por Todo o Pará. No próximo sábado, o governo entrega, na chamada “Pérola do Marajó”, 56 cheques moradia para famílias em situação de vulnerabilidade social, além de reunir com representantes das prefeituras e Câmaras Municipais de Muaná, Ponta de Pedras, Soure, Salvaterra, Cachoeira do Arari, Santa Cruz e Chaves.


Segundo a Companhia de Habitação do Pará (Cohab), os 56 cheques moradia representam um investimento total de cerca de R$ 350 mil. A habitação é uma das prioridades do Governo e visa mudar completamente a vida das famílias mais necessitadas do Estado. A solenidade de entrega dos cheques acontecerá no auditório do Campus da UFPA.


No mesmo dia, o govenador Helder Barbalho participa de uma reunião com prefeitos e lideranças dos municípios de Muaná, Ponta de Pedras, Soure, Salvaterra, Cachoeira do Arari, Santa Cruz e Chaves.

O município de Soure tem uma população de 23.001 habitantes, conforme censo do IBGE de 2010; o PIB per capita é de R$ 7.329,77, sendo ainda o salário médio mensal dos moradores de 1,8 salário mínimo. O turismo é um segmento muito forte em Soure, considerando suas belezas naturais e seus mistérios que até já renderam enredo campeão no Carnaval carioca. O município também reúne o bucolismo das fazendas centenárias, passeios em búfalos e as belezas da Praia do Pesqueiro.
Um estudo da Universidade Federal do Pará realizado em 2017 confirmou a vocação do potencial turístico de Soure. Localizado na Ilha do Marajó, Soure tem paisagens naturais, com praias e fazendas, além da proximidade da capital paraense, se tornou um dos destinos preferidos dos turistas. Isso levou o Estado, por meio de políticas públicas, a fomentar o turismo no Pará.


Com as novas ações do Governo, o município deve alavancar suas ações turísticas, gerando emprego e renda. Além do turismo, a base econômica de Soure tem ênfase na agricultura, com plantação de mandioca, feijão e milho, na pecuária com criação de búfalos e bois – e na extração vegetal – palmito, açaí, madeira, lenha e carvão vegetal. O turismo seria mais um elemento desse conjunto de atividades capaz de melhorar a qualidade de vida da população.
Veja as Matérias em Vídeos: Canal Portal Marajó Noticias

Postar um comentário

0 Comentários