Documentário de alunos de escola pública do Marajó será exibido na ONU




O documentário em 360º sobre as dificuldades da população de Santo Amaro, comunidade ribeirinha da cidade de Breves, na Ilha de Marajó (PA), foi selecionado para ser exibido durante Assembleia Geral da ONU, em Nova York na próxima semana. Produzido por estudantes da Escola Estadual Maria Elizete Fona Nunes, o curta “Ribeirinhos: a luta de um povo.

O documentário em 360º sobre as dificuldades da população de Santo Amaro, comunidade ribeirinha da cidade de Breves, na Ilha de Marajó (PA), foi selecionado para ser exibido durante Assembleia Geral da ONU, em Nova York na próxima semana.



Produzido por estudantes da Escola Estadual Maria Elizete Fona Nunes, o curta “Ribeirinhos: a luta de um povo” foi vencedor, em dezembro de 2018, do Cineastas 360°, projeto criado pelo Facebook em parceria com a ONG Recode para estimular o uso da tecnologia de realidade virtual como instrumento de desenvolvimento de pensamento crítico em escolas públicas das cinco regiões do Brasil.



O curta paraense foi um dos nove filmes em 360º selecionados entre 24 países inscritos para o terceiro MY World 360º, iniciativa da ONU destinada a incentivar que os jovens empreguem essa tecnologia para produzir filmes que retratem questões relacionadas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) estabelecidos pela organização. Argentina, Hong Kong, Índia, Quênia, Uganda e EUA são alguns dos países de origem de filmes que competiram para entrar na mostra.

Para o Facebook, o Cineastas 360° representa uma ferramenta de transformação social e o vídeo vencedor “Ribeirinhos: a luta de um povo” ser escolhido para ser exibido no evento da ONU em Nova York é prova de como a iniciativa empodera os jovens a explorarem novas tecnologias.


“O objetivo do projeto Cineastas 360º é fomentar o ambiente de inovação dentro das escolas públicas, capacitando os jovens brasileiros a se apropriarem de uma tecnologia que está transformando diversos setores do mercado de trabalho, da cultura à medicina. Ter o curta Ribeirinhos entre os escolhidos para serem exibidos na ONU ilustra a relevância dessa iniciativa e o potencial dos jovens brasileiros”, diz Andréa Leal, gerente de políticas públicas do Facebook Brasil.

Este é o segundo curta do projeto Cineastas 360º que chegou à ONU. No ano passado, o documentário sobre uma líder comunitária, “Francisca”, produzido por estudantes de Goiânia (GO), também foi selecionado para compor a mostra do My World 360° e exibido durante a Assembleia Geral.


Veja as Matérias em Vídeos: Canal Portal Marajó Noticias

Postar um comentário

0 Comentários