Projeto do município de Portel promove a inclusão de pessoas com deficiência

Projeto do município de Portel promove a inclusão de pessoas com deficiência

Ainda que demonstrem o contrário, de uma maneira geral, pessoas com deficiência ainda são vistas como incapazes de ter vida social. Mas o projeto Praia Acessível Arucará.do município de Portel, no interior do Pará, busca fazer frente ao preconceito e levar muita aventura para esse público.

CRIAÇÃO
Iniciativa criada pela Associação Desportiva dos Deficientes do Marajó (ADDEFIM), que luta pelos direitos da pessoa com deficiência na localidade, o projeto vem levantando a bandeira do turismo acessível na região.

"Buscamos fortalecer a bandeira do terceiro setor, essa que demonstra a força da sociedade organizada, que pode sim atuar onde o poder público não atinge e ser proponente da transformação de uma realidade", comenta Clayton Cirino, coordenador da ação.

REALIDADE
Os envolvidos no Praia Acessível visualizaram que, no contexto social de Portel, se tratando de pessoas com alguma espécie de impedimento físico, auditivo, visual ou intelectual, apenas a política de inclusão escolar é eficaz. Essa realidade incentivou os responsáveis a tomarem uma atitude.


"Fora da escola não existe nenhuma política social voltada a este público, principalmente no que se refere ao esporte, cultura, saúde e lazer. Então, a ADDEFIM vem propor um projeto social voltado a este público que contemple todo esse aspecto", explica.


FUTURO
No último domingo (17), a iniciativa teve a sua segunda edição, proporcionando momentos emocionantes. Segundo o coordenador, graças às doações dos colaboradores e ao voluntariado das turmas da Uniasselvi, professores, Clube de Desbravadores e Aventureiros, além de familiares, o projeto não parará por aí.

"Contamos com o braço forte da própria sociedade por meio da força de voluntários e colaboradores. Eles são os pilares da inclusão na praia do Arucará. Realizaremos uma ação por mês, a terceira edição está marcada para a segunda quinzena do mês de março".

Significado
Segundo a lei n° 13.146/2015, é dever do Estado, da família e da sociedade garantir às pessoas com deficiência o direito ao desporto, ao turismo e ao lazer. Acreditando na força do exemplo e que a educação é catalisadora da transformação social, o Praia Acessível Arucará pretende trazer mais sorrisos ao longo de sua caminhada.

"Um projeto inclusivo deve favorecer a integração social e o pleno exercício do bem, a fim de criar um espaço onde as barreiras são rompidas e cultive a promoção da inclusão, a cooperação e o amor no coração de cada integrante do nosso projeto", finaliza Clayton.


Veja Matérias em Vídeos: Canal Portal Marajó Noticias

Envie informações, denúncias, vídeos e imagens para o Whatsapp do Portal 091992485291: Clique Aqui

Postar um comentário

0 Comentários