Defensoria Pública realiza projeto com catadores de materiais recicláveis em Breves

Defensoria Pública realiza projeto com catadores de materiais recicláveis em Breves

A Defensoria Pública do Estado do Pará está realizando no município de Breves, arquipélago do Marajó, um trabalho com os catadores de materiais recicláveis da cidade, com o objetivo de dar maior visibilidade, organização e possibilitar parcerias junto ao poder público e a iniciativa privada. A iniciativa é do defensor público Guilherme Kochi, que atua na região.
Breves é maior cidade da Ilha do Marajó, que conta com mais de 100 mil habitantes. A Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis de Breves (COOPCMRBRE) foi criada em 03 de outubro de 2007, com apoio da Secretaria de Estado de Integração Regional, Desenvolvimento Urbano e Metropolitano (SEIDURB), objetivando fortalecer as ações de cuidados com o lixo da cidade.



Segundo o defensor público Guilherme Kochi, após o primeiro contato com os catadores, notou-se que eles encontravam-se negligenciados de qualquer política pública que os amparassem. “Eles estão sujeitos a perigos como doenças, já que recolhem diariamente os materiais do “Lixão de Breves”, um local totalmente insalubre, expostos a agentes nocivos à saúde”, disse.

Com o apoio do Instituto Federal do Pará (IFPA), foi solicitado junto à Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtras) um cadastramento e a realização de um estudo socioeconômico das famílias envolvidas, para receberem amparo em outras áreas, como saúde, educação e assistência social. Além do estudo, foram realizados cursos junto ao Sebrae e workshops para aproveitamento de materiais recicláveis, mediante a confecção de móveis.

O defensor também contou que essa é a fase atual do processo. “Ainda há muito que ser feito, especialmente quanto à regularização da coleta seletiva na cidade, em que será necessária a assunção de responsabilidade do poder público, ainda omisso nessa questão”, explicou.


Veja a entrega de EPI para catadores de Breves



Envie informações, denúncias, vídeos e imagens para o WhatsApp do Portal 09199248-5291 


Postar um comentário

0 Comentários